Dengue

Acesse conteúdo sobre H1N1. Aproveite e realize um estudo estatístico da situação “Incidência de dengue na população de uma cidade de acordo com a faixa etária”, construindo uma tabela de frequências e calculando as medidas de tendência central e as medidas de dispersão dos dados. Analise a situação a partir dos resultados encontrados.

Este conteúdo apresenta a origem, o mosquito, os sintomas, o tratamento e o combate da dengue. Permite ainda conhecer os sintomas e as formas de combate ao mosquito e alerta sobre o combate aos focos de Dengue nas residências e áreas próximas.

Sugestões de Aulas: MONTANDO UM CARTAZ PARA O COMBATE A DENGUE  (aula mais acessada no portal do professor)

Conteúdos Multimídia:   Dengue – Aedes Aegypti – A História

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=LGUrxGILqsA&feature=related

Que tal aprender a combater a dengue enquanto se diverte no Orkut?

DENGUE  VILLE

 …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Dengue é uma doença que ocorre principalmente nas áreas tropicais e subtropicais do planeta. O período de maior ocorrência é no verão, durante ou após as chuvas. É causada por um arbovírus (existem quatro tipos diferentes de vírus do dengue: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4) levando o doente a ter febre alta, dor de cabeça e atrás dos olhos e nas costas, moleza e dor no corpo, dores nos ossos e articulações, náuseas e vômitos. Podem aparecer manchas avermelhadas pelo corpo. A febre dura cerca de cinco dias com melhora progressiva dos sintomas em 10 dias.

Há também outro tipo de dengue, a hemorrágica, que é a forma grave da doença. No começo, os sintomas são os mesmos, mas depois do 5º dia, alguns pacientes apresentam sangramento em vários órgãos, vômitos persistentes, pele pálida, fria e úmida e/ou dificuldade respiratória. Esse tipo de dengue pode matar.

A transmissão da doença se dá através da picada do mosquito Aedes aegypti que chegou a América do Sul por meio de navios negreiros, com escravos, vindos da África, no período colonial. Não há transmissão pelo contato de um doente ou suas secreções com uma pessoa sadia, nem fontes de água ou alimento.

Recurso: Dengue transmission

Clique na imagem e confira esse belo recurso que pode ser usado pelos professores de Ciências, Biologia e, principalmente, pelo professor(a) de inglês!

Agora temos o recurso em espanhol. Confira!

Para tratar a dengue alguns procedimentos podem ser tomados para aliviar os sintomas, mas não há nada específico para seu tratamento. Podem ser tratados com dipirona ou paracetamol e a ingestão de muito líquido como água, sucos e soros caseiros. Não devem ser usados medicamentos à base de ácido acetil salicílico e anti-inflamatórios, como aspirinas e AAS, pois podem aumentar o risco de hemorragias. O importante é sempre procurar orientação médica ao surgirem os sintomas.

Mas para se evitar a doença, ações fáceis podem ser tomadas pela população para que não haja a  proliferação do mosquito. Deve-se evitar o acúmulo de água parada em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de garrafas, pneus, vasinhos de plantas, tambores, latões e muitos outros. Confira abaixo algumas ações de prevenção que podem se feitas por você na sua casa, escola, trabalho ou vizinhança:

Fonte: http://www.dengue.org.br/dengue_prevenir.html

Video Institucional Dengue – Parceria TV Tem e Escola Guedes de Azevedo (Bauru/SP)

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=Ku6ct6q6qAQ

O Ministério da Saúde criou uma bela cartilha – Entenda a Dengue, superexplicativa. Nesta época do ano, o cuidado com a água parada e o combate a dengue devem se intensificar. Aproveite este ótimo material e veja dicas de como poderá trabalhar com seus alunos e  colaborar para a dengue não atingir a sua comunidade!

 

Não deixe a dengue pegar você! A campanha contra a dengue continua e sua escola deve fazer parte dela.

Clique na imagem abaixo e veja como quebrar o ciclo da dengue:

Fonte: http://www.combatadengue.com.br/

Veja o vídeo abaixo do Ministério da Saúde que mostra a mobilização da população brasileira em várias partes do país. Entre para esse time e combata a dengue também. Confira também a Turma do Combate. As crianças também não ficam de fora dessa batalha. Todos juntos no combate a Dengue!

Dengue 2011 – Mobilizações Reais – Campanha Ministério da Saúde

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=t7tSh9_EmBc

Campanha: Turma do Combate 2010/11

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=0xIYIvfFv-A

Programa Escola da Gente – raça dmcs – rap da dengue

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=oevj_7lSolw

Teste da Dengue! A pedido do Jornal Hoje, pesquisadores, da Universidade Estadual de Londrina – Paraná,  acompanharam o desenvolvimento de todas as fases do mosquito da dengue, dia a dia. Confira o vídeo clicando aqui.

Dados importantes:

No Brasil, existem registros de casos de dengue no estado de São Paulo nos anos de 1851, 1853 e 1916. No Rio de Janeiro os registros são de 1923. Depois desse período até os anos 80, a doença praticamente foi eliminada do Brasil, pelo combate ao mosquito durante a campanha de erradicação da febre amarela. Na década de 80, foram registrados novos casos como em 1981 e 1982 em Boa Vista (Roraima), 1986 e 1987 no Rio de Janeiro, 1987 em Pernambuco, Bahia, Minas Gerais e São Paulo, em 1990, no Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro; em 1991, em Tocantins e, em 1992, no Mato Grosso.

Em 2008, foram registrados no Rio de Janeiro quase 250 mil casos da doença e 174 mortes em todo o estado. Pouco depois houve uma epidemia de dengue no estado do Pará, sendo que das 7000 ocorrências no estado, 400 se deram na capital Belém. No estado, 3 pessoas se encontram sob suspeita de dengue hemorrágica.

No ano de 2010, quase 1 milhão de relatos da doença foram obtidos, mais que o triplo em relação a 2009. A região sudeste foi a que mais apresentou notificações, cerca de 473.994, sendo que as notificações não significam casos confirmados. O número de mortes também teve uma alta, dobrou em relação a 2009, passou de 226 para 572, em 2010.

Já neste ano de 2011, até 28 de janeiro, a região Norte foi a que recebeu mais notificações, 10.471, totalizando 26.034 no país todo, dados informados pelo Ministério da Saúde. No Amazonas, a epidemia é a maior da história, segundo a Secretaria de Saúde do Estado, onde até o começo de março foram notificados 19.945 casos. E no Rio de Janeiro, o número de casos notificados já é maior que a soma de 2009 e 2010. Desde janeiro já são 8.315 casos, em 2009 e 2010, somados, não passou de 5.843.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em consequência da dengue.

Confira o Blog Meio Ambiente.

Com atitudes de combate a dengue também ajudamos o meio ambiente. Lá você encontra tudo sobre o nosso meio ambiente e sua preservação.

Referências

http://www.dengue.org.br/dengue.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Dengue

http://portal.saude.gov.br/portal/saude/area.cfm?id_area=920

http://g1.globo.com/luta-contra-a-dengue/noticia/2011/02/notificacoes-de-dengue-mais-que-triplicam-em-2010-aponta-ministerio.html

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/887076-epidemia-de-dengue-no-am-e-a-maior-da-historia.shtml

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.